Na tarde desta terça-feira (16), uma mulher foi presa suspeita de ter queimado um recém-nascido e enterrado no quintal de sua casa, no município de Sítio Novo.

Segundo a polícia, moradores desconfiavam que a mulher estava grávida, porém ela estaria tentado esconder a gestação. Após buscas na residência, o corpo do bebê foi encontrado carbonizado em uma área de mata.

A polícia também informou que foi jogado entulho por cima do local onde o recém-nascido foi queimado. Na delegacia, a mulher confessou o aborto.

O corpo da criança foi levado para o Instituto Médico Legal, onde vai passar por perícia para saber se o bebê nasceu sem vida ou se foi tirado pela própria mãe.

O caso está sendo investigado pela polícia.